Como distalizar molares com um único minimplante

Pequenos movimentos com minimplantes ortodônticos
Data:

Como distalizar molares com um minimplante

 

Para distalizarmos um ou mais molares angulados para mesial, em uma relação de Classe II ou de Classe III dento-alveolar, utilizamos uma mola aberta no fio do aparelho ortodôntico (de preferência, um fio de aço retangular) com um gancho deslizante conectado ao mini-implante por uma ligadura metálica.

A mola aberta de NiTi é comprimida amarrando a ligadura ao gancho deslizante e movendo este gancho posteriormente ao longo do arco ortodôntico. A desativação da mola produzirá uma força sobre a coroa dos molares, permitindo que estes distalizem.

distali%20inf_.png

 

Vale ressaltar 5 pontos importantes sobre esta mecânica:

1 - Em alguns casos, o simples alinhamento e nivelamento dos arcos até a instalação de um fio retangular, não é suficiente para a correção completa das sobre-angulações dos molares. Desta forma, será necessário o uso de mecânicas auxiliares.

2 - O minimplante deverá ser instalado necessariamente a frente do(s) molar(es) a ser(em) distalizado(s) para se evitar injúrias as suas raízes (com a proximidade do miniparafuso).

3 - O uso de um fio de aço 0.019X0,025" impedirá a tendência a rotação dos molares para distal, no momento da distalização.

4 - Atente-se que, neste caso específico, que a linha de ação de força passará muito abaixo do centro de resistência dos corpos que se deseja movimentar. Desta maneira, o deslocamento dos molares será pendular (e não de corpo) e assim sendo, esta manobra é particularmente interessante quando os molares apresentarem uma angulação para mesial. No caso de molares verticalizados, existem outras formas de distalização mais eficientes.

5 - O uso de amarrilho metálico entre o minimplante e o gancho deslizante previnirá a inclinação dos dentes anteriores para a vestibular.

 

Existem outras variações desta técnica, como por exemplo, o uso de molas abertas comprimidas diretamente no fio ortodôntico, sem o uso de cursores deslizantes.

caso%20dist_%201.png

caso%20dist%202.png

Neste caso, é importante amarrar a cabeça do minimplante ao dente adjacente do molar que se deseja movimentar, ou ao canino, para evitar inclinações dos dentes anteriores para vestibular.

dist_%20sup_.png

dist%20sup_%202.png

 

Fonte: Mini-implantes - Jae-Hyn Sung - Napoleão Editora e Livraria

MSc. Giovanni de Carvalho